Inscreva-se !

Coloque seu e-mail aqui!:

Entregue por:FeedBurner/Cidadão Araçatuba

30 de set de 2012

A escola, o vídeo e a ponte para o conhecimento.

Fachada do prédio da escola da ponte em Vila das Alves - Distrito do Porto -  Portugal.

Tomei conhecimento dessa entrevista recentemente em virtude de minha esposa (que é educadora)  tê-la visto em uma reunião que aconteceu na escola em que trabalha com os funcionários. 

Ela ficou maravilhada com o vídeo, comentou sobre ele e como Rubem Alves é uma pessoa especialíssima. Tamanha foi sua empolgação que assistimos  toda a entrevista em casa. 

Além de teólogo, psicanalista, filósofo e  educador, é uma figura sensacional de ver e ouvir. Antônio Abujamra (seu entrevistador) é maravilhoso, inteligentíssimo e faz jus ao nome do programa que se chama Provocações. Afinal, ele é um provocador sem dúvida. 

O vídeo apresentado aos funcionários falava entre outras coisas sobre uma escola cujo método revolucionário de ensino está além da nossa capacidade de entender o ensino. 

Contraria muitas ideias já fundamentadas no nosso pretenso sistema educacional. 

Uma pequena noção do que seria isso posto aqui com base numa entrevista feita à José Pacheco (diretor da escola) pelo portal educacional, cuja entrevista completa pode ser lida aqui: http://www.educacional.com.br/entrevistas/entrevista0043.asp::


Pergunta - No padrão criado pela Escola da Ponte, os alunos decidem o que estudar, montam grupos de interesse e trabalham orientados por professores, não é?

Resposta - "Efectivamente, são os alunos que decidem. E os professores estão lá, atentos e disponíveis. Quando compreendemos que cada criança é um ser único e irrepetível, que seria errado imaginar a coincidência de níveis de desenvolvimento, concluímos que não seria inevitável pautar o ritmo dos alunos pelo ritmo de um manual ou pela homogeneização operada pelos planos de aula destinados a um hipotético aluno médio. E avançámos com uma outra organização da escola, uma outra relação entre os vários grupos que constituem a equipa educativa (pais, professores, alunos, pessoal auxiliar), um outro modo de reflectir as práticas. Passou-se de objectivos de instrução a objectivos mais amplos de educação. Este projecto sugere um modelo de escola que já não é a mera soma de actividades, de tempos lectivos, de professores e alunos justapostos. É uma formação social em que convergem processos de mudança desejada e reflectida, um lugar onde conscientemente se transgride, para libertar a escola de atavismos, para a repensar. Não é um projecto de um professor, mas de uma escola, pois só poderemos falar de projecto quando todos os envolvidos forem efectivamente participantes, quando todos se conhecerem entre si e se reconhecerem em objectivos comuns. Não há escolas-modelo, mas há referências que poderão ser colhidas neste projecto como em tantos outros anonimamente construídos, cujo intercâmbio urge viabilizar. Nos últimos cinco ou seis anos, outras escolas se acercaram de nós: umas movidas pela curiosidade; outras, por outras boas razões. Poderemos já falar de uma "rede de escolas", que também já chega ao Brasil." (grifo meu).


A figura do professor como orientador e não como detentor do conhecimentoFantástico não é?



Na nossa realidade educacional onde governos pensam em educação aliando-a apenas à dinheiro e bens materiais como: prédios, material didático,computadores torna a educação totalmente equivocada. Precisamos de dinheiro na educação sim, mas não apenas dele! 

Aos curiosos e de mente aberta, deixo o link onde o projeto é delineado.  Futuramente espero fazer um post sobre ela. O link é esse: http://escoladaponte.com.pt/documen/concursos/projecto.pdf

Essa escola denominada Escola da ponte localiza-se na "terrinha", ou seja, em Portugal. 

O foco hoje é a entrevista, cujos vídeos podem ser encontrados no Youtube. Posto os quatro vídeos que compõem a entrevista completa e sobre os mesmos os link´s originais onde encontram-se postados no Youtube. Recomendo que assistam. 

É saudável (mentalmente falando) quando duas pessoas de mente aberta, inteligentes e livres de toda e qualquer hipocrisia, falam sobre temas tabus com desenvoltura e conhecimento. Conhecimento aliás que vem com o tempo e por aqueles que se permitem pode ser compartilhado e modificar a todos indistintamente basta apenas que os olhos estejam abertos, os ouvidos atentos e a mente livre. 

Vale muito a pena!







2 comentários:

Atena disse...

Ah, como é bom ouvir pessoas inteligentes e bem articuladas!
Esse sistema de ensino da escola portuguesa já existe há anos nos Estados unidos também. Considero a mais correta forma de ensino, pois respeita as diferenças individuais, sem falar que propicia a criatividade.
Obrigada por compartilhar. Adorei
abraços

Cidadão Araçatuba disse...

Olá querida Atena quanto tempo heim!
Realmente concordo com você, a entrevista é tudo de bom. Não sabia que existia nos EUA esse modelo. Quanto ao fato de ser a melhor convenço-me pouco a pouco.
Abração e obrigado pela visita.

Postar um comentário

Comente, discuta, reflita, sua opinião é muito importante!.

Blogueiros unidos participam e divulgam!

Blogueiros do Brasil
Cia dos Blogueiros

Clique, conheça nossa história.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores diHITT

Seguidores

Leve o Cidadão com você!


Total de visualizações desta página.

Plágio é crime! Quer copiar? Não custa nada pedir, obrigado!

IBSN: Internet Blog Serial Number 21-08-1966-11