Inscreva-se !

Coloque seu e-mail aqui!:

Entregue por:FeedBurner/Cidadão Araçatuba

21 de ago de 2011

O ócio criativo.


Uma luz que ilumina novas idéias. 
Imagem retirada de http://artembambu.blogspot.com/
Recentemente em Araçatuba tivemos uma feira de artesanato que trouxe vários artesãos para a cidade, alguns da região, outros de  estados vizinhos, alguns até dos países vizinhos, nosso  “hermanos”  onde, todos expuseram suas obras/trabalhos, realmente uma linda feira. 

Tinha de tudo, dança, música, gastronomia, produtos em couro, ferro, madeira, cristais,  roupas, a feira foi bem diversificada, como todas do gênero, acredito.

Só me arrependo de não ter levado a minha máquina fotográfica.

Entre tantos trabalhos, o  de um expositor me chamou a atenção,  um jovem senhor (na faixa de 54 ou 55 anos), cabelos compridos, estatura mediana, com quem resolvi conversar um pouco.

O papo foi se desenvolvendo, comecei a interessar-me pela sua história de vida, e do porquê ali estava como expositor. A medida que conversávamos, comecei a observar que seus produtos eram realmente muito bonitos e bem feitos. Perfeccionista ao extremo, detalhava a forma de confecção das peças, também como forma de me vender algo, é claro!


Já adianto caro leitor, que esse post vai acabar fazendo uma propagandinha do artesão, é claro, mas a sua história é interessante, veja você, ele se tornou artesão por acaso.

Havia se aposentado a pouco tempo em virtude de um enfarto, o que o impediu de continuar realizando suas tarefas, a sua paixão principal e profissão -a mecânica- não poderia mais ser desempenhada, seu ganha pão foi tirado pelo infarto, pois sabemos que a mecânica exige muito esforço físico, e que agora isso lhe fora proibido. 
Depois de inúmeras consultas, exames, perícias, e muito, mas muito tempo perdido nas filas do nosso INSS, ele foi definitivamente aposentado.

O jovem senhor, "Xororó" como é conhecido na cidade, se viu na seguinte situação; aposentado, doente, com uma conta na farmácia alta para ser paga, e com o risco de agravar ainda mais a sua doença, pois o trauma que o infarto, e depois a forçada aposentadoria criaram para ele, ficar sem fazer nada é muito mais perigoso, pensou:


- O que farei da vida?

A questão nem seria tanto o dinheiro, afinal, ele aposentado e a esposa trabalhando, o sustento estaria garantido, mas o que fazer no tempo agora “vago”. 


-Vou enlouquecer pensou! 

Vejam como são as coisas, o sujeito passa a vida toda trabalhando para ter algum descanso na aposentadoria, mas para alguns, parar é pior, causa um desconforto enorme na alma e isso impulsiona a criatividade, chega a ser um contra senso não é mesmo? Acredito que também tenha pesado a questão financeira, pois como sabemos as regras para aposentadoria em nosso país são perversas, chegando  mesmo  ao meu ver serem desleais, principalmente com o tal  fator previdenciário (descubra o que é clicando aqui!). 


Mas a vida continua ...

Ele e a esposa têm o hábito de sair aos finais de semana para passear, e de vez em quando, jantam ou almoçam fora. Um dia, porém, em um desses pontos que vendem espetinho na rua, (aqui tem muitos!) ele encontrou em um latão de lixo, um feixe de espetinhos, desses de bambu, e pensou:

- Isso dá para ser transformado, dá para “virar” alguma coisa! 
Não titubeou, abaixou-se e do lixo, retirou o tal  feixe de espetinhos de bambu.


Ele contou que a esposa deu uma "bronca", segundo ele, ela disse:


-Onde já se viu levar esses espetinhos usados,  esse lixo para casa, que coisa mais sem noção!

Mas os espetinhos foram para casa mesmo assim, chegando lá, foram lavados, e depois de algum tempo, já estavam secos e limpos. Juntou suas ferramentas, e fura daqui, corta dali, e depois de algum tempo,os espetinhos transformaram-se em um lindo abajur, que foi orgulhosamente mostrado aos amigos, e num curto espaço de tempo o abajur fora comercializado para surpresa de nosso novo artesão.

Nasceu aí um artesão, dentro da alma de um mecânico, que foi sua primeira profissão e paixão, e que por anos a fio ajudou no sustento da família.

Contei a ele sobre o meu blog, e disse-lhe que gostaria de conversar mais com ele, e publicar sua história, com o que concordou, ao mesmo tempo, sem saber, acho que plantei uma sementinha em sua cabeça, tanto que, quando o procurei para que autorizasse a publicação desse post, ele já tinha lançado na internet seu blog, e que agora divulgo o endereço  para visitação: http://artembambu.blogspot.com/.

No endereço acima, suas peças estão a mostra, e a venda, hoje, porém, seu catálogo foi ampliado e diversificado, contando com arandelas, cachepot’s, baús, tochas entre outros produtos,visitem-no!



10 comentários:

jhamiltonbrito.blogspot.com disse...

Eita, que a história se repete. Ao me aposentar ia ficando maluco. Acordava cedo para viajar, ia fazer a barba e o " outro" , no espelho dizia: idiota, vc já era. Vai dormir, seu tonto. Nego, não foi nem uma nem duas vezes que chorei de soluçar.Ai conheci umas pessoas que gostavam de videokê. Fui. Ai conheci umas pessoas que frequentavam o grupo experimental. Fui. Conheci o povo da seresta. Fui...e fui " fondo". Até chegar à condição de homem feliz outra vez.

Adriana Vargas de Aguiar disse...

Ola!
vc realmente é de araçatuba?
Queria saber a história do blog, como iniciou.. Fiquei curiosa.
Lembrando que temos uma enquete maluca la no blog, uma espécie de ginacana, e nós autores, apostamos um prêmio entre nós para quem ganhasse, e eu, rsss, convido a você para votar em meu humilde livro e amado o voo da estirpe, tá? Dia 10 tem sorteio!
Um beijo e espero que um dia nos conte a história do seu blog, bjs

Cidadão Araçatuba disse...

Eu imagino o sufoco, pois nas férias já passo apertado, que dirá sabendo que a rotina se alterará, não deve ser fácil! Ainda bem que você encontrou um caminho, nosso protagonista ainda conseguiu fazer do ócio, uma forma criativa de ganhar dinheiro, parabéns a ambos!
Grande abraço Zé!

Cidadão Araçatuba disse...

Oi Adriana, será um prazer, enviarei um e-mail a você contando. Obrigado pela presença!
Grande Abraço!

Donnefar Skedar disse...

Ola,adorei o blog, parabéns viu,
Visitando e passando as novidades do clube dos novos autores.
Aumentou a chance de você ser sorteado em setembro; o sorteio será feito se baseando nos comentários; o número de comentários que fez, será o número de vezes que seu nome estará no sorteio. Se indicar alguém, e seu livro for de um autor plus, você levará o seu livro e levará mais um, para quem te indicou o blog; se este que te indicou for sorteado, ele levará o livro dele e lhe dará outro de presente. Indique nosso cantinho.

Anônimo disse...

Engraçado, a história não tem muito 'do novo'. Vemos isso acontecer. Mas...
como a história foi contada aqui, foi que a deixou interessante e importante.
Cada um com o seu dom .
Percebe?

Então, há dois eixos tentando se engrenar, e estão girando.
O que deu mais certo foi o encontro de ambos.
sem isso, nem blog, nem história, e nem os comentários.

Realmente, a feira foi muito boa.

Vou lá no blog do artista.

Rita Lavoyer

Cidadão Araçatuba disse...

Oi Rita, realmente a história é que deu o tom no post. Você vai gostar do blog do artista, temos que divulgar mesmo!
Grande Abraço!

Yolanda Hollaender disse...

Amigo Paulo, Cidadão Araçatuba, muito bom você contar a história do senhor aposentado que encontrou no artesanato uma forma de passar o tempo ocioso. Visitei o blogue dele e gostei das peças que vi.
A questão previdenciária é um problema sério... Todos os anos vejo os malabarismos dos políticos, tentando burlar cada vez mais o direito do trabalhador, enquanto os algozes estão acumulando suas tantas aposentadorias a cada mandato de oito anos... Ora, por que não começam as mudanças por eles mesmos?
Quem ganha acima de um salário mínimo tem tido seu benefício tão achatado, que daqui a pouco todos receberão um salário apenas. Será justo?
Meu forte abraço,
Yolanda

Cidadão Araçatuba disse...

Não tenha dúvida Yolanda, a sua narrativa reflete a verdade crua. Como nós já discutimos anteriormente, tudo passa pela educação, não é? Enquanto não formos educados o suficiente para perceber o poder do voto, maracutaias como essas e outras tantas, continuarão a acontecer.
Abração!

Anônimo disse...

Eu e meu marido ficamos conhecendo as peças na feira e realmente são muito bonitas...colocamos umas arandelas que ele fez no rancho...fica muito bonito...é um trabalho legal

Postar um comentário

Comente, discuta, reflita, sua opinião é muito importante!.

Blogueiros unidos participam e divulgam!

Blogueiros do Brasil
Cia dos Blogueiros

Clique, conheça nossa história.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores diHITT

Seguidores

Leve o Cidadão com você!


Total de visualizações desta página.

Plágio é crime! Quer copiar? Não custa nada pedir, obrigado!

IBSN: Internet Blog Serial Number 21-08-1966-11