Inscreva-se !

Coloque seu e-mail aqui!:

Entregue por:FeedBurner/Cidadão Araçatuba

8 de jan de 2011

Quando os cidadãos se mobilizam, a coisa vai!

Praça Seisaburo Ikeda - Jardim Guanabara-Araçatuba-SP vista do alto, Google Maps.

Quando decidi criar esse blog tinha a certeza que ele seria usado para relatar as situações cotidianas da minha cidade, e ou eventualmente para relatar casos vividos, situações comuns de um cidadão em sua cidade, coisa absolutamente normal!

Via muita coisa errada e dentro da minha passividade observei que o mesmo acontecia com outras pessoas dentro da coletividade, e aí  pensei...

-Vou criar um blog, e utilizarei a internet para dar voz aquelas coisas ruins, malfeitas, e "não feitas" que a gente vê todo dia e nada faz para que elas mudem.

É verdade! Nós, enquanto cidadãos observamos muitas coisas erradas no nosso dia-a-dia em nossa cidade, estado, país, refletimos, comentamos, mas as autoridades constituídas mesmo nem ficam sabendo desse descontentamento. Muitas vezes não falamos, pois imaginamos que “nunca dá em nada” ou que se falarmos, nosso (s) pleito (s) ficará (am) no "vazio."

Temos várias praças em Araçatuba, antigamente eram lugares onde as famílias se juntavam para levar os filhos para brincar, os pais reviam velhos amigos, uma época onde não tinha tanta violência e nem televisão. Na verdade até tinha a televisão, mas ela não tinha a força que tem hoje como desagregadora de famílias e desinformadora, mas isso já é um tema para outro post.

Quero me ater ao lugar, onde as pessoas sentavam, comiam sua pipoca, observavam seus filhos brincarem. Na praça central de Araçatuba - a Rui Barbosa, ou Praça do Boi Gordo, vários pipoqueiros se colocavam ao redor da mesma vendendo além da pipoca, várias guloseimas, próximo a praça tinha um cinema que se chamava Peduti, as pessoas depois de assistirem aos filmes caminhavam até a praça para fazer o que os antigos chamavam de foot!


Pois bem, entre tantos relatos de coisas que deveriam ter sido feitas, encontrei uma situação que quero compartilhar com você caro leitor, acredito até que isso com muita sorte pode estar acontecendo em sua cidade.

Como eu dizia entre tantas praças que existem em Araçatuba, hoje a algumas encontram-se abandonadas, sujas necessitando de reparos, porém, existe uma no bairro Guanabara denominada Praça Seisaburo Ikeda que não está localizada na área central da cidade, disse  isso, porque a noção que temos é que, quanto mais nos afastamos  do centro da cidade, pior é!
  
Essa praça porém, contraria esse pensamento, pois é muitíssima bem conservada, limpa, iluminada, toda florida, arrumada mesmo, dá gosto sentar em um dos seus bancos limpos, e com a família passar algumas horas admirando a natureza. 
 
Obra da prefeitura? Não! 

Uma moradora, uma senhora de 62 anos pensionista que atende pelo nome de Zoraide Marques de Almeida   é a responsável pela excessão, e segundo ela, esse trabalho é feito há aproximadamente 12 anos.


Ela varre, lava, limpa, cuida das plantas, faz de tudo para manter a praça em ordem, sabe de onde vem o dinheiro para a compra dos produtos necessários à manutenção da praça? 

Criou-se no bairro uma pequena “caixinha”, aproximadamente R$ 300,00 por mês onde alguns moradores e simpatizantes da praça fazem as doações, e esse dinheiro segundo a Dona Zô (como ela gosta de ser chamada!) é usado para comprar mudas de plantas, ferramentas, veneno, pequenos reparos, etc...

Não é engraçado? Na verdade não! Um Município com toda a sua estrutura gigantesca não dá conta de manter as praças em ordem, e um morador, com a ajuda de alguns outros, e com uma pequena quantia doada consegue fazê-lo! 

Tudo bem, você deve pensar...

-Ah mas o município têm várias praças! É verdade! 

Mas em algumas áreas da cidade, determinados trechos de avenidas para ser mais exato,  são “adotados” por empresas que conservam aquele pedaço com direito a propaganda da empresa e tudo, e a dona Zô com seus R$ 300,00 faz o mesmo pela praça inteira, e são 3.532,17 m2

Não estou querendo divulgar essa ou aquela pessoa, entendo que todos nós cidadãos temos a obrigação de zelar pelo público, pelo comum, mas o que me chamou a atenção, foi o desprendimento, a boa vontade de uma pessoa, que abre mão do seu descanso (é pensionista!) para dedicar-se  a conservar um lugar comum, tornando-o agradável, belo, para que dele todos possam desfrutar, e isso merece ser ressaltado.


Antes tivéssemos mais cidadãos, com esse pensamento, assim, nossas cidades com certeza seriam melhores. 

Fica uma dica aos nobres vereadores:

-Porque não se cria uma Lei dando incentivos fiscais para que as empresas adotem as praças e as conservem mediante uma quantia mensal?


Poderia abater esse valor doado/investido no I.P.T.U, no I.S.S.Q.N, da empresa que doou/investiu, não poderia? 
Também entendo que se é investimento/despesa não se está abrindo mão de receita! 


A prefeitura teria menos trabalho, as empresas seriam beneficiadas, e a população mais ainda,  pois poderia contar com espaços arborizados, limpos bem cuidados e seguros!

Diminuiria um pouco a receita do município imagino, mas a cidade ganha, a população ganha, a cidade como disse fica mais bonita, harmoniosa, atraente para pessoas que não moram aqui, e  nos visitam. 


Dá trabalho, dá! Mas administrar é isso! Criar, desenvolver, trabalhar, mudar, não é isso que sempre é dito nos palanques com veemência na ocasião da eleição? 


Então,vamos colocar em prática! 




"A Padroeira"
"O Cantinho".
"A Musa."
"Árvores Frondosas."
"Cantinho das Crianças"




"Área central da praça Seisaburo Ikeda."



4 comentários:

Atena disse...

Puxa vida, nesse instante, quando acabo de ler seu post, eu gostaria de poder clonar pessoas, pois imediatamente iria para sua cidade clonar Dona Zoraide. Faria milhares de clones dela e os espalharia pelo Brasil para espalhar esse exemplo maravilhoso que essa senhora dá.
Ah, céus como faz falta outras Zoraides nesse país onde as pessoas não têm noção que o bem público é de todos.
O problema da sujeira e dos espaços públicos caindo aos pedaços não é só dos órgãos públicos, é das pessoas que vandalizam e sujam.
Bom, mas sua ideia quanto às empresas é ótima. Seria uma forma de amenizar o problema já que não é possível clonar D. Zoraide. rsrs
abraços

FRASES QUE CURAM disse...

Olá, se você tem twitter, vote em mim para o OSCAR DO TWITTER, "autor". Eu retribuo o voto e indico para 14 mil seguidores. Não esqueça de colocar motivo em BECAUSE, etc: http://shortyawards.com/juahrezalves

Liz Dantas disse...

Realmente,se existisse outras D.Zoraide,com certeza,tudo seria bem diferente

Tia Bláblá disse...

Vc tem toda razão, são praças lindíssimas e fazem sim a diferenças nos bairros, mais o mais incrível de tudo é que vc diz que é necessário fazer "caixinha" para que as praças sejam bem cuidadas...aff...e todo dinheiro dos impostos vai pra onde?! É o que todos nós nos perguntamos, pra que pagar tanto imposto e nunca ver o retorno?!
Um cherim da tia.

Postar um comentário

Comente, discuta, reflita, sua opinião é muito importante!.

Blogueiros unidos participam e divulgam!

Blogueiros do Brasil
Cia dos Blogueiros

Clique, conheça nossa história.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores diHITT

Seguidores

Leve o Cidadão com você!


Total de visualizações desta página.

Plágio é crime! Quer copiar? Não custa nada pedir, obrigado!

IBSN: Internet Blog Serial Number 21-08-1966-11